Entre no canal

ALGUNS POUCOS MUITOS

O Mundo Espiritual não existe em função da Terra – é o contrário: o material se submete ao espiritual.

A Vida Verdadeira é a do espírito, que, nos diferente Mundos, cumpre diversos estágios reencarnatórios.

Certos espíritos, quando deixam o corpo, pela desencarnação, simplesmente, seguem o seu caminho.

Não é que se esqueçam dos que ficam à retaguarda.

O amor não olvida a quem seja – é um laço que se estreita para sempre.

Todavia, alcançando a compreensão da Vida Imortal, eles não permanecem debruçados sobre o passado.

Nem sobre o passado recente.

Compreendem que necessitam caminhar.

Sabem que o reencontro com os que amam, aqui, além ou alhures, é mera questão de tempo.

Lamentam as provas em que muitos encarnados se debatem, não obstante, as veem agora com outros olhos.

Claro, imensa legião continua apegada, inconformada com o desenlace.

O tempo passa para eles sem que tenham noção do tempo que está passando.

Não conseguem se desapegar – quando o apego é apenas de ordem afetiva, tudo bem. Acontece, no entanto, que os apegos mais doentios e difíceis são motivados pela situação social que foram constrangidos a deixar.

“Suas” propriedade, “seu” dinheiro, “seu” nome, “sua” posição social, “suas” ilusões e… até “seu” corpo…

Doença mental que, no Além, acomete milhões e milhões de espíritos.

Seu único ponto de referência é a Terra – seu único ponto de referência de Vida é o berço, que, não aro, buscam de maneira inconsciente.

Mas, realmente, certos espíritos, talvez um pouco mais lúcidos, ao se verem dentro de nova realidade, seguem adiante.

São “absorvidos” pela Nova Vida.

Não dispõem de tempo para estarem se comunicando, escrevendo cartas ou… aparecendo em sonhos.

Reencontram-se com antigos amigos e compromissos que os requisitam.

E devagar, quanto mais o tempo passa, vão como que se desligando da Terra…

Assim como os encarnados vão se desligando do Mundo Espiritual.

Existe, sim, o esquecimento às avessas.

Esses espíritos, deste Outro Lado, nem sempre compreendem que estão deste Outro Lado – aceitam, pacificamente, que estavam vivendo um sonho do qual, finalmente, acordaram, sem saber que continuam sonhando,.

Sim, sonhavam que estavam encarnados, vivendo num planeta distante…

A mente é uma caixa de surpresas – infinitas!

Daí, na maioria das vezes, a ausência de notícias para os encarnados daqueles que partiram – eles, os que partiram, sequer sabem da Mediunidade, sequer sabem utilizá-la, sequer creem na possibilidade do contato interdimensional…

Assim como os espíritos deixam o Mundo Espiritual para construir uma nova vida na Terra, os homens devem deixar a Terra para construir uma nova vida no Mundo Espiritual – ou, então, retomar, conforme dissemos, antigos compromissos que ficaram à sua espera.

A reencarnação é uma viagem mais longa, mais duradoura – apenas e tão somente isto.

Alguns poucos muitos espíritos, ao desencarnarem, afastam-se, e, passam a considerar que nada de mais significativo lhes sucedeu – um tropeço na caminhada.

Não têm noção de Vida Eterna – não sabem que uma Vida se continua à outra e… não sabem costurar as Duas Realidades.

Alguns poucos muitos, pela vez primeira, estão ouvindo falar em Reencarnação – em Vidas Sucessivas.

Morrem e prosseguem vivendo com naturalidade – estão dentro da cena de um filme, que, essência, é uma minissérie de inesgotáveis capítulos.

INÁCIO FERREIRA

Uberaba – MG, 15 de Novembro de 2020.

Fonte: http://inacioferreira-baccelli.blogspot.com/2020/11/alguns-poucos-muitos-o-mundo-espiritual.html

Antonio Nazareno Favarin Dr. Inácio Ferreira
Blog do Dr. Inácio Ferreria mantido pelo medium Carlos A. Baccelli
Site Oficial: Mediunidade na Internet
--- Publicidade ---

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share via
Send this to a friend