Entre no canal

Senhoras e Senhores,

                A Mente humana… Quantas surpresas ela nos reserva, não é mesmo? O quanto temos que discipliná-la para que não caiamos em tentação. Já tem o seu controle?

O nosso campo mental está sendo arruinado por fileiras de espíritos das sombras, aproveitando brechas que abrimos por falta de vigilância e de preces. Você cultiva o hábito da leitura do Evangelho, Bíblia ou Alcorão em sua casa? Procura interagir com os problemas dos seus filhos? Dá-lhes uma educação esmerada em bons princípios onde a espiritualidade deles se alicerça na Lei Maior de Deus que é a Caridade? Ou ainda não as tem desenvolvida no cérebro e no coração? Se ainda não cultiva essas virtudes, procure o quanto antes praticá-las em seu lar, pois esse, sim, é o Templo Sagrado a que temos, por dever, espiritualiza-lo. Será nele que estarão reunidos aqueles a quem iremos trabalhar nossas correções, nossos zelos, nossas reformas íntimas. Atentemos, pois, para isso. O tempo urge.

                Muita coisa temos que falar aqui, não é mesmo? Tem um ditado que diz “Roupa suja se lava em casa”. Lembra-se? Porém, isso vem acontecendo da pior maneira possível onde se exaltam não o companheirismo, a interação de almas, mas sim de corpos afanosamente primitivos, fomentando escândalos os mais diversos.

                É uma verdadeira carnificina a céu aberto, onde a roupa suja está sendo lavada com o sangue de muitos inocentes, às vistas da justiça dos homens, cega e surda, não é mesmo? E a Justiça Divina onde entraria nisso tudo? Saberia dizer?

                Para clarearmos um pouco nossa visão no assunto à baila, vamos ver o que Gúbio diz a André Luiz e a Elói, registrado no livro “Libertação”, pelo lápis de Chico Xavier. Vejamos: “… tenha cada assembleia o governo que merece”. Para muitos irá soar um tanto quanto incompreensível essa citação diante do que estou aqui narrando. Mas vejamos bem. Essa assembleia poderá se enquadrar perfeitamente a nossa mente, pois que é nela que se encontra os egos doentios do passado a assembleia de personalidades que ainda teremos, na hora aprazada, de corrigi-los à contento.

Será por meio dela – a mente –onde valerá a análise do que estamos deixando com que terceiros interfiram no nosso livre-arbítrio, nas nossas escolhas e ações. Na verdade, não somos nós que guiamos a nossa consciência e sim forças ocultas que sem a devida reflexão da nossa parte deixamos com que nossas fraquezas sejam direcionadas e manobradas por espíritos das sombras, com espantoso domínio.

Como acontece no Brasil das gerais, temos o Governo que por ora merecemos. É fato. É lei. Não poderemos duvidar disso. Mas, e o nosso comando mental estaria governado por quem? Já parou para pensar que os nossos pensamentos estão sendo subjugados a pensamentos de terceiros que, mesmo se dando bem com eles, não poderão ter o mesmo resultado conosco? Cada um de nós tem um caminho a seguir estando todos interligados no Hausto do Criador. Agora, se temos o livre-arbítrio para dirimir falhas ou conquistar novas virtudes, caberá a nós dirigi-lo com parcimônia, com verdadeiro acuro, pois a nossa casa mental não poderá ser invadida por ladrões de consciências, colocando nelas o veneno do mal agindo estentóreo, às avessas do progresso a que estamos, nele, submetidos. Já não bastas as propagandas que nos hipnotizam com suas mensagens teleguiadas.

O mal existe, decerto. Temos condições de desbaratá-lo, de expulsá-lo da nossa vivência interior. Mas, onde, então, a reflexão? Onde a prece? Não conjugamos todo aquele que reza ser beato de algum santo? Mas por que não dirigirmos nossas orações Àquele que nos criou, que nos fornece o Hausto Criador? Sejamos, pois, beatos do Criador que está acima de todo culto exterior que idealizamos em nomes de santos famosos e não de Deus. Por que essa dislexia para com Ele? Qual a dificuldade? Se adoramos esse quanto aquele santo de nossa preferência, por que não adorar o Criador e amá-Lo com todas as nossas forças, com aquela fé mesmo pequenina qual um grão de mostarda? Deus não mandou ninguém ir a uma Igreja ou templo para adorá-Lo, muito menos Jesus.

Muitos estão aí com a lábia ferina na língua a macular a espiritualidade assestada em nós. São os falsos cristos e falsos profetas que enxameiam a cabeça de muitos fiéis a troco de bajulações, de dinheiro, de fama e de glória para eles apenas. Tudo isso passageiros, vale ressaltar.  São sanguessugas de um Evangelho ditador e não aquele ensinado por Jesus, o Cristo de Deus.

A equipe de Aniceto, Elói e André ouvem duas mulheres – uma encarnada e outra desencarnada – conversando perto do recinto onde se encontravam. A segunda estava procurando pretextos para afetar o marido da primeira entregue à oração. Sibilava, pois, em espalhar a cizânia ao mundo: “Orações? Você está cega quanto ao perigo que isso significa? Quem reza cai na mansidão. É necessário espezinhá-lo, tortura-lo, feri-lo, a fim de que a revolta o mantenha em nosso círculo”.

Como podemos notar, se o meio onde vivemos nos afeta consideravelmente, sem vigilância e sem prece, o meio espiritual a que estamos sendo afetados nos imprimirá recursos sombrios à meta a que temos que alcançar enquanto presos à mansarda da carne: a espiritualização do nosso espírito. Desmascaremo-los. Digamos sim, sim, e não, não.

Sejamos, pois, o próprio responsável por esse domínio íntimo que somente a nós pertence. Não deixemos que a nossa casa mental seja saqueada por ditadores, por usurpadores da nossa paz interior. Que seja feita a nossa vontade, clara e transparente nas Leis do Senhor, pois a vontade do Pai é a de nos endireitarmos no caminho do bem. Atentemos – mais uma vez – para a voz da consciência: objetiva, certeira, imaculada. Agindo assim, teremos sim, a conquista clara e controlada dos nossos pensamentos por nós merecidos. Comigo, Leitor Amigo?

12/05/2022 – Uma ótima reflexão. Até a próxima quinta-feira. Fique em paz.

Aécio César Aécio Emmanuel César
Médium de psicografia desde 1990, tarefeiro espírita na cidade de Sete Lagoas/MG.
--- Publicidade ---

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share via