Entre no canal

Anjos… espíritos não privilegiados por Deus ou criados à parte da Criação como muitos assim acreditam, mas que também trilharam com determinação e altruísmo as várias etapas de crescimento espiritual.

            Criminosos… muito teremos que falar a respeito deles, ou se quisermos, de nós mesmos. Muitos não aceitarão essa minha afirmação, mas para embelezar esse meu pensamento, vejamos o que Chico Xavier disse a respeito quando alguém perguntou para ele: “Chico, que definição o senhor me dá do criminoso? E ele respondeu simples e objetivo: “O criminoso é qualquer um de nós que foi descoberto”. Essa preciosidade faz parte do livro “Chico de Francisco” de Adelino da Silveira.

Muito trabalho teremos que realizar no sentido de reforma íntima, não é mesmo? Muita coisa teremos para colocar em pratos limpos. Muito peso a ser aliviado através da nossa vontade em livrarmos das nossas querelas morais. Muita coisa está em jogo…

            Vejamos o que André Luiz registrou a respeito, quando da sua presença numa palestra realizada pelo Ministro Flácus, incluída no capítulo 1 do livro “Libertação”, intitulado “Ouvindo Elucidações”, pela mediunidade do saudoso médium Chico Xavier. “… seria ilógico e absurdo designar um anjo para custodiar criminosos”.

            Há vários distúrbios que grassam a superfície da Terra e estão maculando o terreno delicado de muitos homens invigilantes ao próprio sentimento que nutrem. Deus nunca abandona ninguém, principalmente criados pela Sua misericordiosa e bendita vontade.

            Segundo o Ministro Flácus a primeiro exame, estaria sendo muito cruel para com esses nossos irmãos desventurados segundo a citação acima. Contudo vale acrescentar aqui que, para cada escala evolutiva, terá sempre um representante à altura das necessidades indispensáveis para o crescimento espiritual de muitos.

Desde as mais altas esferas até aquelas em que as sombras as envolvem temporariamente, sempre existirão criaturas voltadas para a disciplina e obediência.

Creio que nesse sentido foi a vinda de Jesus à Terra. Foi realmente a presença de um Anjo entre criminosos que somos todos nós. E o resultado, em um mundo de provas e expiação, não podia ter sido outro. Crucificaram o Cordeiro de Deus por amar esse povo incondicionalmente e esse mesmo povo não souberam compreender tanto amor.

Por isso as palavras do Ministro Flácus foram claras e incisivas.  Mesmo assim, a Potestade Superior sempre está enviando Seus Anjos para encaminhar criminosos – quais sejam todos nós – no sentido de amenizar os vícios que ainda grassam em muitos corações empedrados pelo ódio em todos os seus matizes.

E para todos esses Enviados de Deus o fim é sempre triste.

Os homens ainda não conseguem sentir o Amor incondicional que tanto Jesus como os Seus seguidores deram por puro amor puro aos Seus semelhantes.

E o sofrimento ainda reina, incólume entre corações que, direta ou indiretamente ainda não sabe servir a Deus com o propósito único de libertação espiritual, desiderato, esse, a todos nós Seus filhos.

Mas, um dia, chegaremos a sentir essa luz mais diretamente, compreendendo que a dor será nosso único refrigério – vamos assim dizer – no sentido de aplacar tantas sombras no coração. Comigo, Leitor Amigo?

02/06/2021

Aécio César Aécio Emmanuel César
Médium de psicografia desde 1990, tarefeiro espírita na cidade de Sete Lagoas/MG.
--- Publicidade ---

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share via
Send this to a friend