Entre no canal

Egos…. Não pense você que irei discorrer sobre os egos dessa ou daquela ilustre personagem da nossa história. Não. Não. Aqui irei concentrar àqueles egos que habitam dentro de nós. Às vezes são verdadeiras legiões, não é mesmo? Você que corre os olhos nesse texto, saberia me informar de que está certo da sua entrada triunfal em planos mais evoluídos do que esse, só porque descascou meia dúzias de batatas numa Sopa Fraterna? De que irá ser recebido com fanfarras e com amigos a lhe darem saudações pelo retorno à pátria espiritual de todos nós? De ser ovacionado só porque tem o canudo dessa ou daquela profissão temporária na Terra? Mil vezes não. Já parou para pensar também no fardo pesado que ainda carrega? Nos vícios e desequilíbrios que ainda não deu a mão à palmatória? Pois bem… Vamos lá.

            Segundo Gúbio numa palestra que fazia à uma plateia ávida de conhecimentos, André Luiz anotou os seguintes dados registrado em seu livro “Libertação”, no seu capítulo II, pela mediunidade do saudoso Mineiro do Século, Chico Xavier: “… a colheita de personalidades desequilibradas é sempre inquietante, conservando quase inalteradas as fileiras escuras dos insensatos cultivadores da satisfação egoística a qualquer preço”. Muito se tem o que falar nessa citação.

            Nunca uma grande massa da humanidade refletiu tão menos em sua passagem num planeta que tem tudo para tornar seus sequazes inquilinos, felizes o bastante para glorificar Deus na Sua acepção mais pura! Nunca se viu uma adoração de tantos símbolos e imagens a glorificarem “deuses” da atualidade! E nunca se esperou que esse afastamento do Criador trouxesse tantas misérias, tantas desgraças encerradas num só corpo de almas infelizes! Por que tanto desconforto moral, ético, familiar, religioso, pessoal e por aí vai? … Saberia responder?

            Personalidades invisíveis e estranhas a nós estão aproveitando as nossas querelas para manifestarem em nosso ego presente deixando-nos tão perdidos que toda manifestação dos Céus seria obra simplesmente de demônios libertos das chamas eternas. E assim sendo, não sei qual o espanto.

            Milhares de almas encerradas temporariamente num corpo físico acham que sabe tudo e tudo tem uma resposta, menos para a morte ou o que acontece além dela. E isso vale para muitos confrades e confreiras dessa Doutrina iluminada. A incapacidade de raciocinar impressiona e olha que não estou aqui para colocar ninguém para baixo. É uma realidade presente em que não preciso aumentar e muito menos inventar. Muitos não querem tirar a máscara da hipocrisia que infelizmente vem envolvendo todo tipo de almas também errantes por esse mundo.

            A coisa está feia. A situação atual está deixando muitos com a ansiedade à flor da pele. As rezas não estão oferecendo respaldo para tanto sofrimento. As lágrimas que se derramam não deixam de amenizar a miséria gritante. E essa turba que perambula aferrada uns com os outros continuarão com todos esses prismas mentais alimentados quando passarem para o Outro Lado da Vida.

            E pergunto se valeu a pena para alguns, plantar tantas discórdias, tantos escândalos, tantas rixas religiosas, tanto disse-me-disse, tanto engodo, se a colheita, para esses, será amarga? Essa pandemia está ocupando um espaço que próprio cavamos com as pás da indiferença, do descrédito, da falta de Caridade, de Amor, de religiosidade onde a fé raciocinada ainda não domina. Então, chorar hoje para que e por que? Não tem um ditado que diz que não se deve chorar sob o leite derramado? Vale aqui uma reflexão a respeito, não é mesmo Leitor Amigo?

16/09/2021

Aécio César Aécio Emmanuel César
Médium de psicografia desde 1990, tarefeiro espírita na cidade de Sete Lagoas/MG.
--- Publicidade ---

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share via
Send this to a friend