Entre no canal

Felicidade… Será que a temos integralmente na Terra? O que seria para você a felicidade? Já parou para pensar se eu ou você temos merecimento de tê-la? Diante do que Jesus nos relata nos Evangelhos, a felicidade não é desse mundo. Concordo plenamente com Ele. E, segundo esses dizeres, deveremos nos contentar, hoje, tão somente com ranger de dentes e sofrimentos?

            Tais perguntas com certeza fervilham na cabeça de muitos espíritos encarnados e desencarnados principalmente os que estudam com afinco a Filosofia Divina. Em um mundo de caos transformado por homens irracionais – disse certo, irracionais – a felicidade é um apanágio somente encontrada em mundos felizes. Mas, cá com meus botões, essa virtude não se encontrará satisfeita mesmo em planos superiores, se a prática do Bem seja um ato sublime e iluminado que não encontra materializado fora de um coração integralmente feliz. Não estou certo?

            Segundo esse meu raciocínio, vamos ver o que diz André Luiz em seu livro “Libertação”, no seu capítulo III ditado através da mediunidade de Chico Xavier, segundo uma mãe e suas filhas estarem procurando um jeito de resgatar o pai e esposo nas sombras do Umbral. Ela se nos diz: “… não podemos acreditar em felicidades de improviso”. Uma simples frase mas de conteúdo bastante pertinente aos comentários dessa semana.

            Sabe-se que o ser humano na atual conjuntura da sua elevação, em um mundo de provas e expiações, procura satisfazer-se – temporariamente – diga-se de passagem, à uma felicidade de improviso. O homem, em si, não está preparado para uma felicidade legítima. Não se vê o que faz  com a liberdade que até então a tem? Ainda se encontra prisioneiro de coisas materiais que em nada reflete a sua felicidade d’alma.

            Sem preparação sentimental, difícil conquistar paz interior e, concomitantemente, a felicidade verdadeira. Em alguns momentos de nossas vidas a temos em questão de minutos ou de horas quando participamos fielmente de uma Sopa Fraterna, arrecadando alimentos numa Campanha do Quilo, assistindo pessoas desvalidas de saúde física, interagindo através de parcerias consanguíneas com diálogos fraternos em Cultos nos lares com os nossos… Isso é apenas a ponta do iceberg por onde temos muito ainda que trabalhar para conscientizarmos do bem-estar espiritual que tanto falamos através da língua e não do coração.

            Sem um ensaio sentimental da nossa parte, as virtudes, secretadas numa prisão interior não se vingará no sentido do dar de graça para recebermos de graça as bênçãos salutares do nosso Criador. Não se organiza às pressas uma construção edificada na areia. Não se constrói alicerces sentimentais onde a sua argamassa é feita de egoísmo, inveja, ambição, orgulho e ódio. Iludem-se esses que acham que felicidade é ter um carro de luxo, uma mansão, telefones de ponta, alimentação farta, emprego multinacional se se todos nós sabemos que em nossa sepultura só caberá apenas o nosso cadáver e o nosso espírito levará consigo as virtudes e vícios alimentados.

            A Caridade em si é a chave para abrir aquela Porta Estreita que nos revelou Jesus. Em um mundo onde grassa a violência em todos os seus aspectos sociais, pátrios, familiares, políticos e religiosos, não se pode colocar debaixo do tapete, as suas trocas de farpas no sentido de alimentar tão somente nosso umbigo. Nesse sentido, a nossa consciência está aos gritos no sentido de nos alertar de erros que poderemos contrair caso dermos ouvido aos instintos violentos, em nós, apenas adormecidos.

            Trocando em miúdos, a felicidade verdadeira não se faz, realmente, de improviso. Não precisamos ir à uma Igreja, a um Templo ou uma Casa Espírita para aprendermos como lidar com ela, pois ela não se encontra alicerçada em monumentos de pedra, mas sim, envolvida em corações voltados para a luz esclarecedora da fé raciocinada.

            Portanto, Caríssimo Leitor, atentemos para a necessidade urgente de perquirir nossos sentimentos abalizados tão e só na concordância das palavras. Sentimento altruísta aqui é tudo e o testemunho seu salvo-conduto. Estaria preparado para ele referente a dar sua vida pelo Cristo? Seria querer muito da nossa parte, não acha?

18/11/2021 – Até a próxima quinta-feira.

Aécio César Aécio Emmanuel César
Médium de psicografia desde 1990, tarefeiro espírita na cidade de Sete Lagoas/MG.
--- Publicidade ---

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share via
Send this to a friend