Entre no canal

Senhoras e Senhores,

Gênios malditos!!!… Quantas e quantas vezes comentamos seus nomes com rispidez e desprezo! Você que agora inicia a leitura dos meus comentários a respeito, já calculou o quanto o queremos distantes de nós, reconhecendo, mas não aceitando muitas vezes, que eles estão mais perto de nós do que imaginamos? Sim. Não fique espantado(a) com o que digo. No discorrer do assunto, você irá concordar comigo.

            O mundo atravessa uma fase de transformações indispensáveis e necessárias onde a Natureza está dando o seu grito de repúdio contra o que o homem lhe está ocasionando. Recalcitrantes em erros e em vícios, só aprenderemos com muito sofrimento e ranger de dentes à flor da pele. E já estamos sentindo isso, não é mesmo?

            Se prestarmos bem a atenção, notaremos que usamos sempre o pronome ”eles” e não “nós”. Por que será? A verdade é que ainda não somos anjos não é mesmo? E demônios? Poderemos nos classificar como tais? A maldade reina no mundo embora poucos se sobressaem a ela. Assim sendo, pode ser, eu ou você como também àqueles os quais os denominamos malditos, estão a circular no planeta agindo diretamente ou não na vida daqueles que cruzam nosso caminho.

            A verdade é que se estamos nesse cenário de sofrimentos acerbos onde a felicidade é brisa que refresca nossa alma rapidamente, não poderemos nos eleger até mesmo como seres humanos se a nossa humanidade ainda está oculta em nós. Imploramos a paz, a fraternidade, a união entre os povos, mas o que fazemos é muito pouco ou quase nada para que isso se concretize. Mas, pelo menos esse pouco, já é um passo, não é mesmo? Devemos convir que, se não temos o controle sobre nós mesmos, não poderemos nos classificar como homens humanizados e, quiça espiritualizados. Mais uma vez não estou sendo pessimista. Muito egoísmo ainda corre em nossas veias. O mundo está aí que não me deixará mentir.

            Muitos ficam assombrados com o exemplo que Chico Xavier deixou para a Humanidade. Exemplo a ser seguido, vale lembrar. Mas porque não o seguimos? O que nos prende a liberar a nossa cristandade? Muita coisa está em jogo, não é mesmo? Família, posses, posições sociais… deixar isso tudo e seguir o Cristo na total simplicidade e que morreu por nós por puro amor puro é uma muralha ainda intransponível. Estou certo?

            É fato e está gravado em nossa consciência segundo o Instrutor Gúbio quando em conversa com André Luiz e Elói a respeito do assunto, relatado no livro “Libertação” pelo lápis de Chico Xavier que “… gênios malditos, os demônios de todos os tempos (…) somos nós mesmos (…) quando nos desviamos, impenitentes, da Lei”. Sim. Se desviamos dos Mandamentos de Deus – e o estamos fazendo – somos considerados párias da criação, independente do grau de maldade que praticarmos, a começar pelo pensamento. Ah!!!! O pensamento!!! O que não fazemos com ele!!! Ele é tudo. O quanto pecamos através dele! E o quanto iremos responder pela nossa invigilância!

            Portanto, demônio não precisa estar munido de chifres, cascos de bode, rabo e rosto desfigurado segurando um tridente para classifica-lo como tal. Ledo engano os que pensam hoje dessa forma. Muitas vezes, ele se encontra perto de nós aguardando uma oportunidade para destilar seu veneno sempre eficaz, se camuflando como um amigo ou amiga através de palavras doces e cativantes para destilar o mal direta e indiretamente a quem quer que seja.

 É difícil de aceitar, mas o quanto irradiamos de sombras através do pensamento, não é mesmo? É tão natural que não sentimos tal desdita. Assim, alimentando do mal, não deixaremos de classificar homens – encarnados e desencarnados – como gênios malditos nos dizeres do instrutor acima.

            Por isso lhe peço que reflita desde já no que está produzindo através dos seus pensamentos ou sendo vítima de pensamentos alheios, pois, se o pensamento é vida e o alimentamos mesmo ignorando essa força ativa em nós, dificilmente poderemos encarar nossas falhas e os nossos desencantos, sendo que as surpresas dessas más ações, poderá nos ocorrer nessa mesma existência ou acontecerá depois que passarmos dessa para melhor. Ops… ou pior não é Leitor Amigo?

10/02/2022 – Até a próxima quinta pessoal.

Aécio César Aécio Emmanuel César
Médium de psicografia desde 1990, tarefeiro espírita na cidade de Sete Lagoas/MG.
--- Publicidade ---

1 Comentário

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share via