Entre no canal

Pensamento… Algo bastante incógnito, não acham? Dizia-nos Descartes: “Penso, logo existo”. E se existo algo vive em mim. E se o pensamento é vida, como controla-lo se não o compreendemos ainda? As mais bizarras ações humanas, vem dele. E mesmo assim não lhe damos o valor indispensável no sentido de dar vazão à nossa vontade e, concomitantemente, ao nosso livre-arbítrio raciocinado.

            E nesse frenesi desordenado de instintos em que homens e mulheres desconhecem o profundo mecanismo da Criação Divina, vem a humanidade conjurando o próprio Criador ante os seus miasmas de ignorância e de rebeldia. Daí a luta incessante do homem para consigo mesmo. Já pensou nisso?

            Mesmo diante de tanta certeza a qual se defrontam, milhares e milhares de almas dependentes das regiões obscuras em que se encontram, vivem e convivem com a atmosfera que escolheram lidar com a própria sorte, registrada exclusivamente no Livro da própria existência.

            Diante do contexto aqui hoje exposto, vamos analisar o que o Ministro Flácus nos relata no livro de André Luiz “No Mundo Maior”, no seu capítulo 1, intitulado “Ouvindo Elucidações” pela mediunidade de Chico Xavier. Vejamos: “… alonga-se a matéria noutros estados, e nesses outros estados, a mente desencarnada, em viagem para o conhecimento e para a virtude, radica-se na esfera física buscando dominá-la e absorvê-la, estabelecendo gigantesca luta de pensamento que ao homem comum não é dado calcular”.

            Difícil para nós, homens comuns, ter uma ideia mais precisa dos pródromos espirituais por onde tudo se origina e tudo se irradia chegando até nós com claridades safirinas de luz do conhecimento em suas diversas fases de amadurecimento espiritual.

            A prisão forçosa provisoriamente em um corpo físico, vem sintetizar a razão humana para que ela vasculhe melhor seu mundo interior no sentido de fixar, de antemão, sua visão do Cosmo em que faz parte. Mas o homem vem sempre fazendo o contrário.

            O pensamento, por sua vez, é energia viva, tão viva que o alimentamos para o bem ou para o mal sem que a possamos apreender melhor essa engrenagem em que se cria, forma, materializa e alimenta a personalidade dos homens nos seus encantos e desencantos ante a vida imortal que procura aprimorar-nos quanto à própria existência.

            A partir de então, vamos analisar nossos pensamentos, que, muitos deles, podem ser de terceiros a nós invisíveis a comandar-nos sem que o saibamos por materialistas que somos. Várias tragédias poderiam ter sido evitadas se nós pudéssemos auscultar a própria consciência. Ela, por si só, é juiz intimorato de todos os nossos pensamentos. Saibamos, assim, lidar com o nosso ego presente. Vamos nessa pessoal?

            A cada dia uma nova página se nos abre para o infinito por onde nossos pensamentos também jornadeiam a procura da razão mais objetiva e do sentimento melhor centrado. De pronto, vamos ponderar no que de melhor criamos com o nosso pensamento, pois que, sendo mentores da luz ou da treva, nos sentenciaremos ou nos libertaremos, com espinhos ou com flores, ante a vitória sobre nós mesmos. Comigo, Leitor Amigo?

18/03/2021

Aécio César Aécio Emmanuel César
Médium de psicografia desde 1990, tarefeiro espírita na cidade de Sete Lagoas/MG.
--- Publicidade ---

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share via
Send this to a friend