Entre no canal

Mesmo em sítios atormentados do Umbral encontram-se postos de socorro onde podem iniciar processos reencarnatórios em grande escala de urgência. É a Misericórdia Divina reunindo todos os filhos para novas etapas de aprendizado e elevação.

É o que iremos comentar nessa semana nos apontamentos feitos por André Luiz no seu livro “No Mundo Maior” no seu capítulo 19 – “Reaproximação”, pela mediunidade de Chico Xavier: Vejamos: “Temos nesses sítios grande números de benfeitores, providenciando reencarnações em grande escala nos círculos regenerativos”. Como podemos observar aqui, a Espiritualidade Superior vem garimpando almas nos recessos dos Umbrais para que, na medida do possível, venham limpar lugares como esses onde a sombra do mal ainda reluta em sitiar com sua presença.

Assim, podemos também considerar que o mal é passageiro juntamente com a sua plêiade de sofrimentos e dores morais e espirituais. Não existe o sofrimento eterno como assim alimentam algumas religiões, como também um paraíso onde os “escolhidos” do Senhor vivem de uma paz aparente e monótona indiferentes aos sofrimentos de familiares e amigos que presentemente AINDA não conseguiram conquistar os lauréis da paz consigo mesmos. Ainda… pois conseguirão, na hora aprazada, através da misericórdia divina e justa.

Nesse capítulo encontramos o encontro de André Luiz com o seu avô Cláudio sofrendo pelos males praticados. Mas, mesmo assim, terá oportunidades para rever seus maus conceitos antes praticados, pois que o Criador não deixará impune e sem chances para evoluir qualquer um dos filhos Seus.

A irmã Cipriana com grandes experiências naquelas regiões e daquela situação em que passava o avô de André Luiz, o interna em uma organização socorrista no Umbral – diga-se de passagem – para que durante dois anos ele possa se identificar com ares mais rarefeitos daqueles dos quais estava acostumado.

Nesse período de internato, Cipriana e sua equipe juntamente com André Luiz iriam procurar Ismênia, a irmã que ele a deixara na ruína agora reencarnada em penúria total para que houvesse uma certa aproximação dela com Cláudio na região umbralina, para que em futuro próximo o recebesse como seu filho.

Esse encontro foi de surpresas e apreensão tanto para ela quanto para ele. Sempre ajuizada pela irmã Cipriana à frente daquele episódio, procurou alimentar o coração de Ismênia para que recebesse em seu lar terreno, Cláudio, que de certa forma, ajudaria seu esposo e futuro pai nos afazeres de pedreiro. Toda a ganância do passado agora serviria, na pobreza, como lição suprema a que todos nós estamos submetidos.

Tendo sucesso nesse encontro, Ismênia é levada novamente para o seu corpo físico em que seu espírito estava liberto temporariamente pelo fenômeno natural do sono, sentindo, ao acordar, grande alegria que não sabia, de pronto, de onde vinha. André, bastante emocionado agradece aquela servidora de Jesus com todo o carinho por ela merecido. A Misericórdia Divina é Justa por demais e age com esses propósitos… Comigo, Leitor Amigo?

17/12/2020

Aécio César Aécio Emmanuel César
Médium de psicografia desde 1990, tarefeiro espírita na cidade de Sete Lagoas/MG.
--- Publicidade ---

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share via
Send this to a friend