Entre no canal

Egos…. Qual seria a nossa personalidade manifestando hoje? Você saberia dizer? Seria aquela em que poderíamos preencher com as notas salutares das virtudes? Ou alguma outra, de um passado pregresso e negro que conseguiu burlar o nosso quadro de insanidades? Quem seríamos nessa nova história: o carrasco ou a vítima?

            A respeito, várias interrogações se nos apoquentam a alma, não é mesmo? Difícil solucionar quadros de nomenclaturas morais quando ainda não estamos vestidos com os trajes nupciais os quais nos disse o Mestre. Na maioria das vezes somos lobos vorazes e cruéis sob a mantilha de uma ovelha humilde sacrificada, vale lembrar.

            Mesmo dominados, vamos dizer assim, com o mecanismo do Véu do Esquecimento, ele às vezes deixa frestas em que os egos que vestimos do passado, apenas adormecidos, se afloram segundo às situações que se enquadram naquele tipo de personalidade que mais nos afinizamos hoje.

            Não é tão difícil de compreender. Mesmo latentes em nós os egos do passado, eles ainda não responderam à Justiça Divina mesmo passados anos, decênios ou até mesmo milênios. Uma hora ele se apresentará na personalidade presente e, se não estivermos cônscios de um certo conhecimento e sentimentalidade no coração, ele se nos destituirá do degrau que até então conquistamos, colocando-nos no lugar por ora merecido… mais pra baixo.

            É questão puramente de espiritualidade. Se não colocamos o cabresto nos nossos pensamentos nessa reencarnação, eles certamente irão acordar algum deles que apenas dormem necessitados apenas de um impulso negativo para despertá-los. E daí, já sabemos o que acontece quando ele vem à tona não é mesmo?

            As inúmeras barbáries humanas com seus escândalos escabrosos que assistimos todos os dias nos noticiários das redes sociais nada mais é que algum dos egos despertos que, sem controle e consciência da nossa parte hoje, continuará com a sua sede de ódio contra nosso semelhante. Quando era para ajustar-se à correção necessária, somos subjugados por eles nos cobrando dívidas não sanadas. E isso não é coisa do demônio não, vale ressaltar. Ele apenas aproveita da situação. Sempre foi dessa forma.

            A Misericórdia Divina é tão perfeita que criou essa Lei do Esquecimento para que pudéssemos pagar em várias prestações as faltas cometidas do passado que não foram apagadas do nosso fórum íntimo. Iremos pagá-las sim, mas em prestação. Se essas personalidades não ficassem adormecidas, vamos dizer assim, enlouqueceríamos ainda mais.

            Daí a necessidade do Instrutor Gúbio dizer a André Luiz sobre as carências morais de muitas almas humanas, relatadas em seu livro “Libertação” no seu capítulo III pela psicografia do médium Chico Xavier: “Quanto mais crescemos em conhecimentos e aptidões, amor e autoridade, maior é o âmbito de nossas ligações na esfera geral”. Importantíssima essa citação que com certeza passou em branco de muitos confrades e confreiras. Sem esses dois pilares – conhecimento e sentimento raciocinados – alicerçados na Lei de Amor, difícil conquistarmos outros degraus na nossa escalada evolutiva.

            E para fechar esse assunto com chave de ouro, outra citação que com certeza, passou-nos despercebida: “Almas existem que se veem sob o interesse de milhões de outras almas”. Desses milhões de almas não estariam alguns dos nossos egos em conflito, Leitor Amigo?

28/10/2021 – Até a próxima quinta-fera.

Aécio César Aécio Emmanuel César
Médium de psicografia desde 1990, tarefeiro espírita na cidade de Sete Lagoas/MG.
--- Publicidade ---

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share via
Send this to a friend